Carolina Duarte nos 100 metros para T13 e Lenine Cunha no Salto em Comprimento para T20, conseguiram no domingo, um diploma Paralímpico dos Jogos do Rio 2016, ao serem sextos classificados nas respectivas provas.

Carolina correu a final dos 100 metros para T13 (deficiência visual) em 12.48 segundos, o seu melhor registo de sempre, depois de na eliminatória ter corrido em 12.53 segundos.
 

A campeã da Europa em título consegue o sexto ligar nos 100 metros, mas ainda vai participar na prova de 400 metros.
 

No salto em comprimento na categoria F20 (deficiência intelectual) Lenine Cunha também foi sexto classificado, saltando 6.84 metros. As medalhas foram para o malaio Abdul Latif Romly, que bateu o recorde mundial com 7,60 metros, para o croata Zoran Talic ficou com a prata (7,12 metros) e para o ucraniano Dmytro Prudnikov que conquisto o bronze (6,99 metros).
 

Nos 100 metros T52 (deficiência motora - cadeira de rodas), Mário Trindade foi também sexto classificado na final. Depois de eliminatória ter conseguido o registo de 17.94 segundos, Mário registou na final 18.19 segundos.
 

No Lançamento do peso para a classe F20, Inês Fernandes conseguiu igualmente a sexta posição com 11.69 metros, marca feita no terceiro ensaio do concurso. O Ouro foi para a polaca Ewa Durska com 13.94 metros.
 

Nos 1500 metros T11, Nuno Alves guiado por Ricardo Abreu, que já tinham conquistado o diploma paralímpico nos 5000 metros onde foi oitavo classificado, foram quintos classificados na segunda das três corridas das eliminatórias, conseguindo o 10º melhor tempo entre todos os participantes, ficando de fora da corrida decisiva.