Em face da análise dos vários documentos e imagens relativas ao Campeonato Nacional de Estrada, decidiu a Federação Portuguesa de Atletismo desclassificar a atleta que participou na prova de juniores femininos com o dorsal nº 40, Arlene da Silva, assim como a desclassificação coletiva da Associação Desportiva Núcleo de Oeiras, na prova de juniores femininos.

 

Verificou-se que a atleta que participou com o dorsal nº 40 não se tratava de Arlene da Silva, mas sim de outra atleta.

 

Considerando a Federação Portuguesa de Atletismo que esta situação é uma prática de comportamento Anti-Desportivo, enviou-se o processo para o Conselho de Disciplina da FPA, que dará seguimento ao mesmo.

 

Resultados finais

Partilhe!