A Federação Portuguesa de Atletismo apresentou esta segunda-feira, 19 de junho, no Amazónia Jamor Hotel, em Oeiras, a seleção para o Campeonato da Europa de Equipas, competição que tem lugar em Vaasa, na Finlândia, de 23 a 25 de junho.

 

Portugal far-se-á representar nesta competição por uma seleção de 44 atletas, “com 13 dos selecionados a serem detentores do Recordes de Portugal na disciplina na qual vão competir”, referiu Jorge Vieira, presidente da FPA, recordando que “há alguns anos atrás, na Taça da Europa, competição que antecedeu o Campeonato da Europa de Equipas, Portugal só podia ambicionar vitórias no meio-fundo, hoje o panorama é diferente, ambicionamos vitórias nas disciplinas técnicas e voltamos a ambicionar vitórias nas provas de meio-fundo”.

 

Jorge Vieira refere ainda acreditar “que dentro de pouco tempo, com o esforço que está a ser feito por atletas, treinadores e clubes, e com os projetos que estão a ser desenvolvidos pelas Associações Regionais e pela própria Federação, que a equipa de Portugal nesta competição será cada vez mais forte e mais homogénea”.

 

José Santos, diretor técnico nacional referiu durante a conferência de imprensa que “esta é a melhor seleção possível para representar o nosso país nesta altura”, lamentando algumas ausências devido a lesão, como é o caso de “Tiago Aperta, o recordista nacional de lançamento do dardo, que se lesionou recentemente”, confirmando também a dúvida relativa ao estado físico de Sara Moreira, referindo que “a Sara sentiu uma ligeira dor numa prova no domingo, esta manhã esteve com o fisioterapeuta e hoje durante a tarde será avaliada pelo Médico. Tanto como nós, a Sara quer participar e quer representar o seu país na melhor forma possível”, continuou José Santos, avançando que a seleção “vai com espírito de subida, que apesar dos pequenos problemas físicos que existem, existe uma grande coesão e uma vontade de lutar por um lugar na SuperLiga”, concluiu o diretor técnico nacional.

 

Sara Moreira fez depender a sua participação no Campeonato da Europa de Equipas apenas da decisão Médica, “estou cá, tenho vontade de correr, mas a minha participação dependerá apenas da avaliação médica”.

 

Para Tsanko Arnaudov os objectivos para esta competição passam por “fazer melhor do que há dois anos na Grécia”, onde o recordista de Portugal do lançamento do Peso foi terceiro classificado, referindo que “desta vez é para ganhar”.

 

É também com esse espírito que Diogo Ferreira encara a competição, o mais recente recordista de Portugal, bateu o recorde do salto com vara no passado sábado, refere que “neste tipo de competição todos os atletas têm um nível muito idêntico. Não sinto qualquer pressão, não é a minha primeira representação nacional, sinto-me sim bastante confiante e com capacidade de lutar pelo primeiro lugar”, concluiu.

 

A seleção de Portugal para o Campeonato da Europa de Equipas está em estágio, partindo para a Finlândia no dia 21 de junho, quarta-feira, às 7:15 horas, no LH1173. Antes de chegar a Vaasa, a comitiva lusa faz escala em Frankfurt e Helsínquia.