É já este fim-de-semana que Pombal (Expocentro) recebe a mais importante competição individual do calendário de pista coberta, os Campeonatos de Portugal.

 

Após as emoções coletivas do passado fim-de-semana, os melhores atletas portugueses voltam a encontrar-se para a decisão dos títulos de campeões de Portugal.

 

Em masculinos a grande figura será João Vieira, do Sporting, que tem oportunidade de aumentar o seu pecúlio de títulos que são 19 nas competições de marcha em pista coberta! Ele é o atleta com mais títulos e ainda está em competição. 

 

Portugal dominou nos Campeonatos Mundiais de Pista Coberta para atletas com deficiência intelectual, terminando no primeiro posto da classificação coletiva masculina com um total de 74 pontos, à frente de França (62 pts.) e Espanha (55 pts.).

 

Nestes Campeonatos marcados por várias ausências, devido aos receios provocados pelo Corona vírus, a equipa feminina terminou no 5º lugar da classificação coletiva com 29 pontos, com o triunfo coletivo a pertencer à Ucrânia com 45 pontos.

 

 

As formações do Benfica, masculinos, e Sporting, em femininos, revalidaram hoje os títulos de campeões nacionais de pista coberta na cidade de Braga, no Altice Fórum.

 

Nesta segunda jornada da competição, o Benfica não deu qualquer oportunidade ao Sporting, vencendo todas as provas em disputa, mesmo aquelas em que detinha menor favoritismo, traduzindo-se a força encarnada numa vantagem de 11 pontos. 

 

 

A primeira jornada de lançamentos que decorreu em Leiria proporcionou a obtenção de três marcas de qualificação para os Campeonatos Europeus em Paris. Foi no lançamento do disco, com duas atletas a ultrapassarem os 60 metros, com triunfo de Irina Rodrigues (Sporting) a lançar 61,37 metros e Liliana Cá (Novas Luzes) 60,09 metros (já tinha essa marca), e também Eliana Bandeira, do Benfica, que ultrapassou os 17 metros pela primeira vez (17,02), ficando a um centímetro de Jessica Inchude (Sporting).

 

 

As equipas do Benfica (masculinos) e Sporting (femininos) lideram a classificação coletiva da final da I Divisão dos Campeonatos Nacionais de Clubes em Pista Coberta, que estão a decorrer em Braga, no Altice Fórum.
Em masculinos, o Benfica segue na liderança com três pontos de vantagem graças a uma prova de 400 metros em que o Sporting não foi além do quarto lugar, perdendo ali pontos preciosos. Emocionante está a luta pelo terceiro lugar do pódio com seis pontos de diferença entre o terceiro e o oitavo classificado!

 


O Senhora do Desterro, em masculinos, e o Eirense, em femininos, lideram a classificação coletiva no final da primeira jornada da II Divisão dos Campeonatos Nacionais de Pista Coberta, que estão a decorrer em Braga, no Altice Fórum.

 

A competição em masculinos está muito equilibrada, com apenas seis pontos a separarem a equipa da liderança e o sexto classificado e os três primeiros 20 km de Almeirim em segundo e Casa do Benfica de Faro em terceiro, com um ponto apenas de diferença.

 

 

O momento mais alto do meeting de Madrid surgiu no triplo-salto feminino, com o recorde mundial em pista coberta obtido pela venezuelana Yulimar Rojas que saltou 15,43 metros (marca superior ao seu recorde absoluto) ficando a 7 centímetros do recorde mundial absoluto (15,50) que pertence a Inessa Kravets desde 1995.

 

Nesta prova, Patrícia Mamona (Sporting) foi terceira classificada com a marca de 14,28 metros e outra portuguesa Susana Costa (Academia Fernanda Ribeiro) foi quinta classificada (13,85 m).

 

Páginas