Terminou hoje o processo eleitoral para os órgãos sociais da Associação de Treinadores de Atletismo de Portugal, com o triunfo da lista B, liderada por José Silva.

 

Num processo que registava a votação presencial na sede da Federação Portuguesa de Atletismo e pelo envio dos votos pelo correio, fechou hoje este ciclo com a contagem dos votos registados, com representantes de cada uma das listas (José praia e Artur Domingos). Assim, num total de 119 eleitores possíveis, exerceram o seu direito de voto 105 treinadores, que deram o triunfo à Lista B, com um total de 72 votos, contra 31 votos para a Lista A, liderada por José Praia. Registaram-se ainda um voto em branco e um voto nulo.

 

No final da votação, ainda a meio do treino que estava a decorrer com o seu atleta de maior palmarés, o velocista Carlos Nascimento, José Silva falou à FPA, manifestando a sua satisfação por ter recebido um mandato que «vem motivar-nos para transformarmos a imagem de uma associação, cujo objeto é a sua dinâmica, que ao momento é inexistente».

 

Partindo com uma direção mais motivada para trabalhar e poder ser voz ativa nos destinos da modalidade, José Silva refere que enviará agora «uma mensagem a todos os treinadores, para que, individualmente, possam eles próprios enriquecer o projeto, ajudando a criar condições para que a ATAP possa ajudar ao desenvolvimento do atletismo português».

 

A percentagem de eleitores foi alta (acima dos 85 por cento), sendo que o triunfo da Lista B foi conseguido próximo dos dois terços de participantes. «Os números registados agradam-nos, por manifestarem uma vontade de alterar a dinâmica da ATAP, no entanto sentimos que houve vários treinadores que não exerceram o seu direito de voto devido ao sistema que não é muito fácil. Ainda assim registamos essa participação, que acresce a nossa responsabilidade em servir esta classe que necessita ter uma imagem presente na modalidade», refere José Silva, que se assume como líder de uma associação de «todos os treinadores», referindo que a sua equipa irá trabalhar para aumentar o número de sócios da ATAP, «pois sabemos que existem muitos mais, que poderão ser convencidos por ações». 

 

Sobre os seus antecessores, José Silva compreende que «por vezes a realidade não consegue acompanhar o querer», mas entende que este ato eleitoral vem deixar em aberto a possibilidade de os treinadores «estarem mais unidos na construção de uma dinâmica positiva para a modalidade e para a sua valorização».

 

Os Orgãos Sociais da Associação de Treinadores de Atletismo de Portugal ficaram com o seguinte elenco:

 

Direção
Presidente – José António Pimentel da Silva
Vice-Presidente – João da Cunha Menezes Martins Abrantes
Secretário – Artur Manuel Vargues Domingos
Tesoureiro – Mário Simões Cordeiro
Vogal – Filipe Almeida Viana da Conceição
Vogal – Eduarda Maria Rocha Teles de Castro Coelho
Vogal – Pedro Manuel Santos Oliveira

 

Assembleia Geral
Presidente – António José Mendes da Fonseca Marques Antunes
Vice-Presidente – Manuel José de Araújo Almeida
Secretário – Carlos Manuel Reste Tribuna

 

Conselho fiscal
Presidente – Carlos Manuel da Silva Fernandes
Vogal – João Fernando Abreu Ferrão
Vogal – Leodolfo Betencourt Correia

 

Suplentes:
Pedro Miguel Gomes Guimarães
Diana Raquel Bastos Relvas
Pedro Alexandre Valado Gonçalves
Gonçalo Santos Gomes
 

Categoria: