A Associação Internacional das Federação de Atletismo comunicou esta quarta-feira, que por proposta do Comité de Marcha serão discutidas na reunião do Conselho, de 10 e 11 de março, em Doha, alterações aos programas de provas dos Campeonatos do Mundo e Jogos Olímpicos, no que às distâncias das provas de marcha concerne.

 

Assim, nos Campeonatos do Mundo de 2021, em Eugene, o Comité de Marcha propõe que sejam disputadas as distâncias de 20 km marcha e 30 km marcha, tanto para homens como para mulheres.

 

Em 2022, no Campeonato do Mundo de Marcha por equipas, tal como nos Campeonatos posteriores, onde se incluem os Mundiais de Budapeste em 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris em 2024, são propostas as distâncias de 10 km marcha e 30 km marcha, tanto para homens como para mulheres.

 

A IAAF fez ainda saber, que em dezembro de 2018, foi recomendado ao Comité Olímpico Internacional a inclusão da distância de 50 km marcha femininos no programa para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, sobre esta recomendação ainda não existe decisão oficial.

 

A acompanhar esta alteração, a partir de 2021 será utilizada nas competições de IAAF um dispositivo tecnológico nas sapatilhas do atletas, que permitirá avaliar o cumprimento das regras associadas à progressão numa prova de marcha.