Numa parceria entre o Azores Trail Run® e a Salomon, o arquipélago dos Açores acolherá, entre 29 de outubro e 1 de novembro, o Golden Trail World Champ, uma versão do circuito Golden Trail World Series, que foi lançado pela marca finlandesa há três anos e que este ano viu a maioria das suas provas canceladas devido à COVID-19. Assim, as ilhas do Faial e do Pico vão receber os melhores corredores do mundo da modalidade, como Killian Jornet (Espanha), Judith Wyder (Suíça), Meg Mackenzie (África do Sul), Sage Canady (Estados Unidos) e Remy Bonnet (Suíça).

 

“É a primeira vez que uma marca com a importância da Salomon aposta num evento desta magnitude nos Açores”, afirmou, em comunicado, Mário Leal, coordenador do Azores Trail Run®. No mesmo comunicado, este responsável explicou como é que esta parceria surgiu: “A relação entre o Azores Trail Run® e a Salomon iniciou-se em 2015 com a presença constante de atletas da marca em provas nos Açores e com a realização do Trail Camp anual da marca em 2019. Desde então planeamos realizar algo maior em conjunto. Já estava previsto, antes da pandemia, a realização da final do Golden Trail National Series by Salomon. Agora vamos realizar um evento ainda mais importante, no qual durante quatro dias os melhores atletas do mundo vão ver quem é o melhor, o campeão do mundo.”

 

Quanto ao formato do evento, este será por etapas a realizar em quatro dias entre as duas ilhas num total de cerca de 120 km. A primeira etapa será de 26 km com 1069 metros de desnível positivo (D+) e 1098 metros de desnível negativo (D-). A segunda e terceira etapas terão, cada uma 32 km, com, respetivamente, 1343 metros e 2363 metros de D+ e 1310 e 1137 metros de D-. E, a quarta etapa terá 36 km com 1453 metros de D+ e 1518 metros de D-.

 

Além deste formado inovador, é de sublinhar que, no total do evento, serão atribuídos 100 mil euros distribuídos da seguinte forma: aos campeões masculino e feminino da geral serão atribuídos 6500 euros; do segundo ao quinto lugar da geral, cada atleta recebe 5000 euros; já do 6.º ao 10.º lugares cada atleta irá ter direito a 2500 euros. Está ainda previsto um montante de 1000 euros a atribuir aos campeões de subida, descida e "sprinter". Além destes prémios, serão também atribuídos os seguintes montantes por etapas: 500 euros para o vencedor masculino e feminino de cada etapa; 500 euros para o melhor na subida, para o melhor na descida e para o melhor "sprinter".

 

Paralelamente serão disponibilizadas inscrições para uma prova aberta, para quem quiser correr ao lado dos atletas de elite. Os corredores poderão escolher realizar uma, duas, três ou as quatro etapas. “Num ano de instabilidades, dúvidas, adiamentos e cancelamentos, encontrar oportunidades e pessoas dispostas a arriscar nem sempre é fácil”, afirmou Mário Leal. “Desde que tivemos de cancelar o Whalers’ Great Route Ultra-Trail® 2020, o maior evento da marca [que integra o Ultra Trail World Tour] e que já contava com atletas de mais de 40 países inscritos, a organização tem tentando encontrar meios para realizar um evento da modalidade que tivesse algum impacto na região e mantivesse vivo o espírito da prática de trail running nas ilhas, garantindo a segurança de todos face à pandemia”, acrescentou.

 

O Azores Trail Run® e a Salomon ressalvaram ainda nos seus comunicados que estão conscientes de que o evento só será realizado caso a evolução da situação sanitária na Região a isso seja favorável e exista o aval das autoridades de saúde. Este evento conta com o alto patrocínio do Governo dos Açores.

 

Mais informações em www.goldentrailseries.com

Categoria: